Pages

23 de agosto de 2012

Lullaby



No compasso tresloucado da dança,
Não temo, rejeito a ciranda
Que, entre gracejos e meias palavras,
Forma o contato descompassado de quem balança.

Nunca fui desfrutada melodia.
Apenas cantiga de ninar
Que, em outrora harmonia,
Não foi capaz de deixar de sonhar. 

2 comentários:

Samantha Coelho disse...

que lindo, que lindo!

Dine disse...

thaaaaaaaaanks, sua linda <3

Postar um comentário